Meu amante é melhor que meu parceiro


"Me envolvi com outro cara e agora não consigo parar de pensar que ele talvez seja melhor que meu marido.

E agora? O que eu faço?"


Com essa frase, começamos o texto de hoje...


Infidelidade é um assunto delicado.

Só quem trai sabe os motivos que o levou a chegar ali, mas o fato é que, de vez em quando, nos deparamos com situações onde encontramos outra pessoa e, nela, enxergamos potencial de suprirmos a carência das faltas que temos em nossas próprias relações ou casamentos. O deslumbre de ter em pouco tempo aquilo que não se tem em casa, ou a tentação e adrenalina de fazer algo "errado" ou escondido.


Existem diversos motivos que podem desencadear uma traição, motivos esses já abordados em textos anteriores aqui no Blog.

Hoje, nosso bate-papo vai ser um pouco diferente.

Hoje, minha conversa é com você, que está no outro lado da moeda.

Você, que muitas vezes é tido(a) como o errado, frio, mau-caráter e etc, sem nem ter espaço para expor a sua versão dos fatos ou dizer como se sente a respeito disso tudo.


Primeiramente, fique tranquilo!

Aqui é um espaço livre de julgamentos e nada do que fez muda o seu valor como ser humano, desde que esteja disposto a aprender com seus erros e evoluir a partir deles.

Todos nós temos desejos, vontades e necessidades. Quando sentimos falta de algo, é normal que nos sintamos tentados a procurar em outro "lugar".

Por "lugar", entenda-se um caso extraconjugal, ou festanças e bebedeiras com os amigos, ou uma troca de mensagens maliciosas com outra pessoa, ou uma necessidade cada vez mais intensa de se manter afastado de casa… Cada pessoa tem seu próprio "plano de fuga", e todos eles acabam levando a uma estrada repleta de dúvidas e incertezas.


Afinal, se essa fuga se mostrou necessária é porque provavelmente algo está em falta dentro de seu lar.

Você, por sua vez, desistiu de esperar e procurou, por si só, o que faltava, mas em outro lugar, nos braços de outro alguém.


O que nos leva à principal questão do texto de hoje…


O que fazer quando esse "outro alguém" parece superar seu marido - ou mulher - ?

Como proceder diante de um cenário em que um caso extraconjugal proporciona mais alegria e momentos bons do que o casamento - ou um relacionamento sério - ?


O primeiro passo é entender o que mudou, e quando mudou.


Se você se encontra em um relacionamento fechado é porque, em algum momento, concordou que seria plausível abrir mão de se envolver romanticamente com outras pessoas, no intuito de se envolver única e exclusivamente com uma.


-Qual foi o gatilho que fez com que mudasse de ideia a respeito disso?

-Quais mudanças foram tão radicais a ponto de fazer você repensar sua promessa e arriscar colocar tudo a perder com a pessoa que, em teoria, ama?


Após questionar-se essas perguntas, será possível identificar o momento (e o motivo) a partir do qual seu relacionamento começou a desandar.


Com isso em mente…

Tenho mais uma leva de perguntas para você:


1- Quando esses problemas começaram a surgir, você ao menos tentou conversar com seu parceiro(a) sobre, antes de tomar outra atitude?


-Se sim, qual foi a reação dele? Se mostrou disposto a mudança? Ou entrou em "modo de negação"?


-Se não, por que? Quais motivos o levaram a acreditar que seria melhor nem sequer tentar uma conversa?


2- Esses problemas eram recorrentes? Ou eram esporádicos?


Lembre-se de sempre levar em consideração que seu parceiro é, antes de mais nada, um ser humano.

Todos nós temos dias ruins e momentos de raiva, estresse, mudanças de humor e etc.

Faz parte da jornada, portanto lembre-se de ser compreensivo, se também quiser compreensão em seus próprios dias não tão bons…


3- Você consegue identificar aspectos nos quais seu amante supera seu parceiro, certo. Mas já tentou fazer o contrário? Lembre-se de todos os momentos que já passou com seu amor, desde que assumiram esse relacionamento… Agora, consegue enxergar aspectos em que ele supera seu(sua) amante?


No final das contas, será tudo uma questão de "colocar na balança".

Pense nos prós e contras de ambas as partes.

Quais os pontos negativos e positivos de seu parceiro(a)?

Quais os aspectos negativos e positivos de seu amante?

Analise. Pense. Decida o que é melhor para você, baseado em fatos.


Será que vale a pena abrir mão de tudo que construiu ao lado dessa pessoa?

Será algo passageiro? Ou você vê potencial de evolução?

E o(a) amante? O que pensa disso tudo?

Ele quer algo a mais com você? Ou só está se divertindo?


Essas são respostas que só você saberá responder…

Uma vez que fizer isso, terá mais condições de avaliar corretamente o que é melhor para ti!


E, por fim, lembre-se de que uma vez que sua decisão for tomada, dificilmente será possível voltar atrás.


Texto: Otávio M.

Ilustração: Hiroki Nishiyama



0 visualização
  • Twitter
  • Instagram
  • YouTube

11 99117-6659

©2020 por Cris Monteiro.