Fui traído. E agora?

Atualizado: Abr 1


É muito difícil e doloroso o processo de se reerguer após uma traição.

Ela deixa as piores cicatrizes num casamento, abalando toda nossa expectativa e perspectiva sobre confiança, interesse e intimidade. Ela cria traumas, mágoas e afeta nossa auto-estima.


Sendo assim, algo tão doloroso...

É possível perdoar alguém que me traiu?


Em alguns casos, uma traição pode ser resultado de uma relação já muito desgastada e que se aproximava do fim. Em outros, pode servir como um bom aviso.

Um aviso para acordar de relações disfuncionais e acomodadas, onde alguém deixou algo faltar. Ela nos mostra onde erramos e nos trazem compreensão e a capacidade de se reinventar a partir disso.


A habilidade ou sucesso de um casal em se recuperar de uma situação, pouco tem a ver com medir a “complexidade” ou “engenhosidade” da traição ou de como ela foi.

Veja bem, existem casamentos onde uma das partes traiu em uma situação avulsa. Um caso de uma noite apenas. Um ato sexual casual e pronto. Porém, já é o suficiente para a outra parte não conseguir superar e perdoar. Por outro lado existem pessoas que perdoam um caso extraconjugal de oito anos de duração.

Entende o porque?


A capacidade de superação tem a ver com a força/resiliência do seu relacionamento quando tudo começou.


Traição é uma consequência de um desequilíbrio em um ou mais de 3 fatores que constituem uma relação, sendo esses:

O interesse, a atenção e admiração.


Um caso extraconjugal nunca acontece do nada, por isso é importante voltar e refletir melhor sobre toda a jornada da sua relação e analisar seu papel dentro destas 3 funções, comparando como você era no início do casamento e se você mudou ao longo do tempo e deixou de demonstrar/entregar esse interesse, essa atenção e de admirar a você e a sua relação.


Pode ser que em algum momento, por descuido, pela rotina familiar ou por alguma mágoa você tenha mudado seu comportamento e faltado dentro do seu casamento.

Identifique onde você mudou/errou e deixou de entregar.

Entenda que numa situação como essa não existe apenas o - “você me traiu”, existe o - “nós erramos, você de tal jeito e eu de tal jeito”


Tente entender o lado do outro mas sem sofrer ou brigar. Reconheça também a sua culpa nessa trajetória.

Seja realista.


Afinal, errar é humano.

E o adultério é um erro humano como qualquer outro. O que não é uma desculpa para cometê-lo.


Se seu parceiro voltou e diz que se arrepende de tudo. Pediu uma nova chance para te provar que mudou, que vai ser diferente. Você quer acreditar mas a mágoa, a raiva e as lembranças não permitem que você confie nele de prontidão.


Se reinvente.


Às vezes, somos movidos pelas dores das mágoas e dos erros do nosso casamento.

Se reinvente e desapegue desse comportamento de vítima.

Focando em você, nas suas mudanças e onde você faltou previamente com si mesma e com a sua relação, as lembranças dos erros e das mágoas vão ficar mais distantes.

Desfoque do problema. E se caso pensar nele, aprenda a pensar e compreender.

Compreender o outro, ainda que não concorde, mesmo sabendo que você não teria feito a mesma coisa.


Entenda sua colaboração no meio disso tudo.

Entenda que houve, em algum momento, uma brecha para que essa traição ocorresse.

Sim, lembre-se do que falei sobre os 3 fatores; Interesse, admiração e atenção.

Não adianta nessa altura das coisas querer apontar dedos e reagir. Demonstre seus incômodos e discordâncias sem ofender ou criticar.


Quando compreendemos o outro, sintetizamos e conscientizamos certas coisas que são importantes para a gente.


A recuperação de um caso pode levar um bom tempo e passar por vários estágios.

A princípio, o relacionamento passará por um período duro de crises, mágoas e ansiedade.


Nesse momento de ruptura, você tem de escolher entre duas opções:

1- a traição vai ser algo transformador.

2- a traição vai ser algo destrutivo.

Sua escolha determinará suas chances de sucesso dentro desse cenário.


“Todo caso/adultério vai mudar a sua relação. Mas toda relação tem o inestimável poder de determinar qual o legado ou resultado essa traição vai ter na história de vocês”

- ESTHER PEREL.


Texto adaptado por: Rafaella Priolli

Conteúdo original: Cris Monteiro (Youtube)

Ilustração: Brian Rea

78 visualizações
  • Twitter
  • Instagram
  • YouTube

11 99117-6659

©2020 por Cris Monteiro.